15 agosto 2012

{Resenha} Estilhaça-me

Ultimamente venho lendo muitos livros distópicos, Estilhaça-me é o terceiro seguido que leio este ano. Livro de estréia de Tahereh Mafi, e primeiro de uma trilogia, lançado no Brasil pela Editora Novo Conceito e que recentemente teve os direitos comprados pela 20th Century Fox, e logo logo estará nas telinhas. 

No momento em que recebi o e-mail da Editora Novo Conceito dizendo que iria lançar este livro já me vi ansiosa por ele, por sua capa maravilhosa, nome forte e sinopse instigante. À partir de então vinha contando os dias para finalmente lê-lo. Não me decepcionei, para mim é um dos melhores do gênero, completamente surpreendente, poético e revigorante

“O Sol é uma coisa arrogante, sempre vendo o mundo pelas costas quando se cansa de nós.
A Lua é uma companheira correta.
Ela nunca se vai. Está sempre lá, observando, constante, reconhecendo-nos em nossos momentos de luz e escuridão, em constante transformação, assim como nós. Todos os dias uma versão diferente dela mesma. Às vezes fraca e lívida, noutras forte e cheia de luz. A Lua compreende o significado de ser humano. Inconstante. Solitária. Esburacada de imperfeições.”(pg. 28)

Julliete tem 17 anos, seu toque é perigosíssimo, letal, uma maldição - ou dom – mas diagnosticado como “doença”, ela então está isolada em uma espécie de “hospício/clinica” há 264 dias.

O planeta entrou em caos com a natureza, a atmosfera está praticamente acabada, uma única árvore é rara de se ver, e a fome tomou conta dos humanos. Então o Restabelecimento surgiu com a promessa de reorganizar o caos, agora o que restou do planeta é dividido em 3.333 setores, cada qual com seu líder, mas há indícios de revoltas e a capacidade de Juliette se torna uma possível arma para o governante de seu setor: Warner, com olhos verdes fumegantes, um humor acido, egoísta, sedento por poder, e com uma estranha obsessão por ela. (para quem ama os vilões como eu, Warner se tornará um dos seus favoritos!).

Juliette fica dividida em fazer que é certo, ou explorar um lado seu nunca conhecido. Cheio de passagens profundas, o livro é poético. Podemos ver a mudança de Juliette através da narrativa que de início é confusa – pois a personagem está aprisionada –, mas com o passar das páginas e o contato dela com o mundo isto muda, é impressionante como Tahereh faz isso com perfeição. Outro ponto positivo do livro são as palavras riscadas, para alguns isto não agradou, mas eu gostei mostram os verdadeiros pensamentos de Juliette, assim como as vezes pensamos em algo e dizemos contrário.

Bom, acho que já ficou bem claro que adorei o livro, o romance tem uma dosagem certa, assim como o humor, suspense e ação. Espero ansiosamente o segundo volume, e recomendo para todos!


Classificação:
Ótimo

  Estilhaça-me - Tahereh Mafi 
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219909 
Ano: 2012 
Páginas: 304 
Skoob: Aqui

4 comentários:

  1. Esse livro é realmente incrível! a princípio foi uma leitura bem confusa é até cogitei desistir e partir para outro livro. Mas, conforme vamos avançando na história (e a escrita vai ficando mais clara), é impossível largar o livro enquanto você não chegar ao fim.
    Foi o primeiro livro distópico que li, e creio que vou me lembrar dele pelo resto da vida! u_u ♥

    Beeeeeeeeeeijinhos :*
    http://linguadoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já li vários distópicos, mas esse é um dos melhores! Acho linda a narrativa do livro, tão poética *-*


      Beijos.

      Excluir
  2. Eu comecei a ler esse livro hoje e já estou terminando. Nossa! Fiquei maravilhada, como um livro pode ser tão intenso, apaixonante e arrepiante ao mesmo tempo.
    Um leitura maravilhosa, e estou ansiosa para ler o segundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente o que eu senti! Estilhaça-me é um dos melhores lançamentos do ano, eu realmente amei! Agora só nos resta esperar, haha.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...